Varig tem de devolver turbinas da Willis Lease em 30 dias

A Varig terá de devolver em 30 dias, a partir da última segunda-feira, as turbinas que estão nas aeronaves que a empresa brasileira opera para a Willis Lease Finance Corp. No entanto, nos próximos sete dias, a companhia aérea precisará, ao menos, tirar de operação as nove turbinas para que o retorno seja efetuado no prazo estipulado.O advogado William Rochelle, representando a Willis e com anuência da Varig, apresentou nesta segunda-feira, na Corte Estadual da Flórida, a Ordem de Reposse que havia sido concedida pela corte daquele Estado norte-americano há pouco mais de um mês, mas que por negociação entre as partes não estava vigorando.Em maio, quando a ordem havia sido concedida pela Corte da Flórida, a empresa de leasing (contrato pelo qual uma empresa cede a outra, por determinado período, o direito de usar e obter rendimentos de bens) havia concordado em negociar com a Varig a continuidade do uso das turbinas enquanto a companhia brasileira mantivesse os pagamentos que haviam sido interrompidos. A própria Varig concordou que, na ausência de algum dos pagamentos, a Willis poderia submeter a ordem à Corte para que a reposse fosse oficializada.Em 30 de maio, a Varig chegou a fazer um pagamento de US$ 607.838,48, o que garantiu que a Willis retirasse a ordem que obrigava o retorno das turbinas até a data do pagamento seguinte, marcado para 5 de junho.Prorrogação Posteriormente, a Willis concordou em prorrogar a data deste pagamento para 9 de junho, na última sexta-feira, quando teria de ser quitada a parcela de US$ 913.864. Mas, na ausência deste último pagamento no dia 9 de junho, a Willis Lease submeteu, nesta segunda-feira, a Ordem de Reposse na Corte da Florida, com o consentimento da Varig, para o retorno de suas turbinas.Nesta terça-feira, durante audiência na Corte de Falências do Distrito Sul de Nova York, Rochelle comunicará oficialmente ao juiz Robert Drain que submeteu a ordem concedida, em maio, pela Corte da Florida. Assim como no caso da Boeing, que obteve na última sexta-feira o direto de retomar sete aeronaves, a decisão de hoje do juiz Drain não interfere nas ordens de outras cortes dos EUA que julgam obrigações da Varig posteriores ao mês de junho de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.