Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Varig tem prejuízo de R$ 171,2 milhões no primeiro trimestre

A Varig registrou prejuízo de R$ 171,2 milhões no primeiro trimestre deste ano, o que representa um recuo de 24% em relação às perdas do mesmo período do ano passado (R$ 226,9 milhões). O lucro operacional foi de R$ 39,3 milhões, revertendo resultado negativo de R$ 43,5 milhões apurado de janeiro a março de 2003. A receita líquida somou R$ 1 6 bilhão.O prejuízo da empresa contribuiu para o crescimento do patrimônio negativo da companhia, que passou de R$ 6,3 bilhões para R$ 6,5 bilhões. A dívida com obrigações fiscais ficou em R$ 3,2 bilhões. Segundo o diretor de controladoria e de relações com investidores, Ricardo Bulara, esse débito está equacionado, pois foi parcelado em 15 anos no Programa de Parcelamento Especial (Paes), também conhecido como Refis 2.Ele ressaltou que uma capitalização de US$ 500 milhões "seria muito bem-vinda", para reduzir o endividamento e investir. A empresa tem um fluxo de caixa mensal em torno de US$ 180 milhões, o que não é suficiente para fechar as contas."A recuperação da empresa foi uma soma de fatores. Teve a consolidação da integração das malhas da Varig, Rio Sul e Nordeste, iniciada em setembro de 2002. O compartilhamento de assentos com a TAM também teve impacto, porque adequamos a oferta", disse o executivo.Ele disse que caso a companhia já tivesse recebido créditos do governo que estão em julgamento na Justiça, o patrimônio negativo já teria sido "zerado". A Varig pleiteia judicialmente um total de R$ 6,8 bilhões referentes a perdas registradas com defasagens tarifárias e créditos a receber de ICMS, além de outras pendências.

Agencia Estado,

18 de junho de 2004 | 20h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.