Varig tem prejuízo de R$ 51,534 milhões no 1º trimestre

A Varig registrou prejuízo de R$ 51,534 milhões no primeiro trimestre, segundo dados divulgados hoje pela empresa. Isso significa queda de 69,9% em relação aos resultados registrados em igual período do ano passado, quando o prejuízo atingiu R$ 171,210 milhões. Segundo nota divulgada pela empresa, em termos operacionais (da própria atividade), os ganhos no trimestre somaram R$ 146,538 milhões, com aumento de 228,69% em relação ao lucro operacional dos três primeiros meses de 2004.Contudo, este lucro transformou-se em prejuízo devido aos pesados encargos financeiros da companhia aérea, que "engoliram" R$ 135 milhões nos três meses. Apesar de elevado, o custo financeiro deste ano registrou queda de 6,05% em relação ao registrado em igual período do ano passado, ainda segundo a nota da empresa.A receita líquida de operações de vôo da companhia atingiram R$ 2,118 bilhões no trimestre, com aumento de 18,23% em relação ao contabilizado em igual período do ano passado. A melhoria resultou da maior taxa de ocupação, tanto nos vôos nacionais quanto nos vôos internacionais.Taxa de ocupação nos vôos aumentaA taxa de ocupação nos vôos internacionais subiu para 79% no primeiro trimestre deste ano, ante os 78% registrados em 2004 e 74% em 2003. Nos vôos nacionais, a taxa de ocupação no trimestre passado atingiu 68%, ante os 62% em igual período de 2004 e de 60% em 2003. A média, considerando os vôos nacionais e internacionais, atingiu 75% ante 73% no ano passado e 70% em 2003.O número de passageiros transportados no trimestre cresceu 16,7% em relação a igual período do ano passado, atingindo 3,525 milhão de pessoas, considerando-se o grupo como um todo (Varig, Varig Log, Rio Sul e Nordeste).Nos vôos internacionais a empresa transportou 1,139 milhão, com aumento de 16,1%, enquanto nos vôos domésticos o número de passageiros atingiu 2,386 milhões, com aumento de 17,0% em relação a igual período de 2004.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.