Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Varig volta a voar para Buenos Aires em 15 dias

Gol assina acordo com empregados da Varig aceitando dar garantias de estabilidade trabalhista por dois anos

Marina Guimarães, da Agência Estado,

19 de setembro de 2007 | 12h46

A Varig vai voltar a voar nos céus de Buenos Aires dentro de aproximadamente 15 dias, informou nesta quarta-feira, 19,o secretário geral da União Pessoal de Aeronavegação de Entes Privados (Upadep), Jorge Sansat. A Gol assinou na terça acordo com os empregados da Varig na Argentina, pelo qual aceitou dar garantias de estabilidade trabalhista por dois anos e reconhecer direitos dos trabalhadores argentinos mais antigos que continuam na companhia. Também aceitou pagar indenizações aos que optarem por deixar a empresa. Dos 100 empregados no país, cerca de 50 deverão aceitar essa alternativa. Segundo ele, a retomada das operações na Argentina não será automática porque a Secretaria de Transportes da Argentina terá que autorizar os vôos e a companhia precisa reorganizar suas atividades, as quais estão paralisadas desde o dia 8 de agosto passado.  A paralisação das operações da Varig foi baseada em supostas irregularidades detectadas nos vôos que saíam do Brasil com o VRG, eram anunciados na Argentina como Varig e utilizavam pilotos da Gol. Além disso, a companhia não contava com os certificados técnicos e de seguros em dia, segundo a Secretaria de Transportes. No entanto, fontes do mercado revelaram que o verdadeiro motivo para a paralisação foi um conflito sindical, já que os novos donos da companhia se negaram a dar estabilidade aos trabalhadores antigos.

Tudo o que sabemos sobre:
VarigGol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.