Vasp demite 380 e pára de voar para 7 cidades

A Vasp informou nesta terça-feira que demitiu 380 funcionários para se adequar a uma frota menor. A empresa opera atualmente com apenas 22 de seus 31 aviões, já que os demais estão em manutenção e não há garantia de quando poderão ser reincorporados. A companhia aérea também paralisou suas atividades em sete cidades: Ilhéus (BA), Londrina (PR), Ribeirão Preto (SP), Campinas (SP), São José do Rio Preto (SP), Florianópolis (SC) e Corumbá (MS).O presidente da Vasp, Wagner Canhedo, reuniu-se nesta tarde com alguns funcionários e informou que a malha aérea está em reestruturação. Ele declarou que tem esperança de voltar a incorporar aviões à frota e que os demitidos terão prioridade em possíveis recontratações no futuro.Canhedo culpou a alta do combustível de aviação pela crise financeira. Neste ano, o combustível subiu mais de 40%.Na semana passada, os aeronautas (comissários e pilotos) fizeram greve reivindicando o pagamento de salários atrasados de agosto. Eles voltaram a trabalhar quando os vencimentos foram pagos, mas ameaçam fazer nova paralisação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.