Vasp deve R$ 885 milhões ao INSS

A ação da Previdência Social contra a Vasp, que acabou resultando na prisão do empresário Wagner Canhedo como depositário infiel (ele ficou dois dias na cadeia), é uma das formas que INSS utiliza para conseguir receber uma dívida de R$ 885 milhões. Segundo o procurador-geral do INSS, Henrique Augusto Gabriel, a instituição pediu e a Justiça acatou que parte do faturamento da empresa fosse penhorado para o pagamento. O INSS também solicitou à Justiça a penhora dos bens, mas, no caso da Vasp, essa garantia foi inócua. "A penhora atingia os aviões e não conseguíamos colocá-los à venda porque inviabilizaríamos a empresa", disse. O INSS tem a penhora de 22 aviões. A saída foi solicitar a penhora de 5% do faturamento mensal da companhia, o que equivale a aproximadamente R$ 5 milhões por mês. A Vasp é hoje uma das mais devem à Previdência Social. Na lista dos grandes devedores inscritos em dívida ativa, ela está em quinto lugar, com um débito de R$ 263,99 milhões. Esse valor é menor do que a dívida total, pois a lista publicada pela Previdência está defasada (a data é de setembro). A Vasp, além dos débitos em atraso, também não vem pagando as contribuições correntes à Previdência Social. A lista dos grandes devedores da Previdência Social, com um total de 164.385 empresas, representa apenas um quarto do total da dívida ativa, hoje em torno de R$ 200 bilhões. O débito total das empresas listadas pelo INSS é de R$ 55,1 bilhões. O débito dos 100 maiores devedores ultrapassa a R$ 9 bilhões.

Agencia Estado,

10 Março 2004 | 19h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.