Vasp paga R$ 7 mi para tentar se manter no Refis

A Vasp decidiu hoje pagar R$ 7 mi de dívidas com o governo para tentar se manter no Refis (Programa de Recuperação Fiscal) do governo. A assessoria da Vasp informa que a empresa está "adimplente" com o Refis. Ontem, o Ministro da Previdência e Assistência Social, Waldeck Ornélas, confirmou ter pedido ao comitê gestor do Refis a análise da exclusão da Vasp do sistema. Só com o INSS, a Vasp tem dívidas de R$ 275,3 mi.O ministro afirmou que a Vasp está com 24 aviões penhorados e o ministério aguardava apenas a exclusão da empresa do Refis para executar a penhora. A exclusão da Vasp do Refis já está nas mãos do secretário da Receita Federal, Everardo Maciel. A Procuradoria Geral da Fazenda Nacional encaminhou ontem ao Comitê Gestor documento confirmando as dívidas da empresa com o INSS.O passivo tributário da Vasp com o governo chega a R$ 780 mi. No dia 26 de janeiro, a Vasp tentou contornar a situação do débito com a Previdência conseguindo liminar e oferecendo créditos junto ao Fundo Previdenciário. O ministro Ornélas disse que o problema é que a Vasp além de alongar o prazo de pagamento das dívidas (por meio do Refis) está com dificuldades para deixar em dia as contribuições correntes ao INSS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.