finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Vazamento de informação "não é admissível", afirma Dilma

A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, disse hoje que não é admissível que tenha havido vazamento de informações sobre o acordo entre o BNDES e a AES Eletropaulo para a negociação da dívida de US$ 1,3 bilhão. "Vazamento de informações tem que ser apurado. Não acho admissível. Não é correto", disse a ministra. Segundo ela, processos como o AES Eletropaulo necessitam de transparência e neutralidade. Dilma afirmou que a Comissão de Valores Mobiliários tem condição de fazer a apuração sobre um eventual vazamento "até para a segurança do mercado de capitais". A ministra disse que para ela mesma, quando foi informada pelo BNDES sobre o acordo, os interlocutores do banco disseram que o assunto era absolutamente confidencial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.