Veja como calcular a aposentadoria

Quem pretende entrar com o pedido de aposentadoria este mês já pode conhecer o valor do futuro benefício. A aposentadoria é apurada em duas etapas. Na primeira, calcula-se a média de 80% dos maiores salários de contribuição recolhidos desde julho de 1994. Sobre a média, é aplicado o fator previdenciário, que leva em conta a idade, tempo de contribuição, alíquota de recolhimento e expectativa de vida do segurado.Por exemplo: quem pagou pelo teto de recolhimento desde julho de 1994, a média dos salários de contribuição em novembro é de R$ 1.414,82. Para um homem que recolheu pelo teto e possui 51 anos de idade e 35 de contribuição, o fator previdenciário em novembro será de 0,9435. Esse fator será aplicado sobre a média de R$ 1.414,82, o que resultará em uma renda mensal de R$ 1.335,44. Nesse caso, o benefício será reduzido para enquadrar-se ao teto de R$ 1.328,25.A aposentadoria proporcional é concedida a partir dos 30 anos de contribuição e 53 de idade, no caso dos homens, e dos 25 anos de contribuição e 48 anos de idade, para as mulheres. Ela corresponde a 70% da renda inicialmente apurada e sobe cinco pontos percentuais por ano a mais de trabalho. Por exemplo, para um homem com 30 anos de contribuição e 53 de idade que contribuiu pelo teto de recolhimento desde julho de 1994, a renda mensal com a aplicação do fator previdenciário será de R$ 1.323,42. Como o segurado só tem direito a 70% da renda mensal, o benefício inicial é de R$ 926,39.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.