Veja como será o desconto no imposto de renda

O ministro da Fazenda, Antônio Palocci, explicou que o governo não está mexendo no limite de isenção do Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF). Segundo ele, o desconto de R$ 100,00, que o governo dará na base de cálculo do imposto de renda, funcionará como um redutor. Desta forma, por exemplo, se o contribuinte ganha R$ 2.000,00, a alíquota de 15% de IRPF recairá sobre o valor de R$ 1.900,00. Ele disse que o governo vai negociar com a Câmara a forma mais ágil para apresentar a proposta que deverá ser um projeto de lei.O ministro disse que todos os trabalhadores que pagam IRPF serão beneficiados com a medida. Palocci afirmou que esse benefício concedido este ano exige um esforço do governo mas está ao alcance do orçamento de 2004. "Vamos ter que apertar um pouco o cinto", disse. Ele informou que a perda de R$ 500 milhões na arrecadação do IRPF será compensada com a redução dos gastos com custeio. "Não vamos cortar investimentos. Vamos ajustar os gastos com custeio", disse. Ele afirmou que a medida significa uma redução do imposto de renda pago pelas faixas mais baixas. "Temos uma proposta que se não é tudo aquilo que os sindicatos pediram, é um ajuste bem razoável", afirmou.Ele também informou que a proposta que o governo vai apresentar para o IR em 2005, tem como objetivo tornar o tributo mais progressivo, ou seja, aqueles que ganham mais pagarão mais. Poderá haver mais alíquotas e uma revisão dos descontos do IRPF mas, segundo o ministro, não há nada definido ainda.

Agencia Estado,

01 de junho de 2004 | 19h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.