bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Veja dicas para compra de traveller check

Ao viajar com travellers checks, o turista deve tomar alguns cuidados para evitar maiores transtornos em caso de perda ou roubo dos cheques. Antes de embarcar, o viajante deve anotar o número de todas as folhas de seu talão de traveller checks em um bloco de notas e riscá-los à medida em que as for usando. Desse modo, há um maior controle dos cheques já usados em caso de roubo.O traveller check tem dois campos para assinatura: a primeira é feita no ato da compra do talão, e a outra, no pagamento de uma compra. O turista jamais deve assinar o segundo espaço antes do pagamento da compra ou do momento da troca em instituição autorizada a fazer câmbio, o que seria equivalente a andar com um cheque assinado ao portador.Algumas instituições cobram comissão na troca de travellers, às vezes de valor fixo pela operação toda, outras vezes por cheque trocado. Por isso, é preciso avaliar se a comissão vai prejudicar ou não o câmbio, e qual a prática de outros bancos que também podem fazer a operação. Cuidado com os valores trocados quando se aproxima o tempo de retornar ao Brasil. Trocar os travellers por moeda em espécie e depois trocar por reais no Brasil aumenta o custo da operação.Veja no link abaixo mais informações sobre viagem internacional.

Agencia Estado,

21 de maio de 2002 | 18h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.