Nacho Doce/Reuters - 11/1/2017
Nacho Doce/Reuters - 11/1/2017

Veja o que deve mexer com o mercado financeiro nesta terça-feira

A reunião do Conselho do Governo e a posse do novo presidente do BNDES nesta manhã dividem a atenção do investidor com a divulgação de resultados nos Estados Unidos

O Estado de S.Paulo

16 de julho de 2019 | 08h46

Com as discussões sobre a reforma da Previdência em suspenso na Câmara até agosto, o investidor acompanha na manhã desta terça-feira, 16, a reunião do Conselho de Governo, no Palácio da Alvorada, e a posse do novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Henrique Moreira Montezano, que pode dar andamento ao processo de privatização no País

Reformas continuam no radar

O Senado já se prepara para receber a reforma da Previdência e o prazo de discussões na Casa tem gerado polêmica. O líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), disse ser possível votar o texto até 5 de setembro, mas a presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Simone Tebet (MDB-MS), considera o prazo "muito otimista" e prevê 60 dias para que os senadores analisem a proposta

O Ministério da Economia calcula que a proposta de reforma tributária encampada pela Câmara dos Deputados exigiria a fixação de uma alíquota de 30% ou até maior para o novo Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), que incidiria sobre o consumo. Nesse patamar, o Brasil teria a maior alíquota do imposto sobre valor agregado (IVA) do mundo. A equipe econômica defende uma outra proposta para mudar os tributos no Brasil

Índice de inflação de julho

O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) de julho, divulgado nesta manhã, teve alta de 0,61%, ante avanço de 0,49% em junho. As estimativas dos analistas do mercado para o indicador de inflação variavam de 0,32% a 0,62% (mediana de 0,51%), de acordo com o Projeções Broadcast

De olho nas ações de construtoras 

O mercado começa o dia atento à Oi e às construtoras. A operadora vai realizar conferência para tratar de seu plano estratégico - nesta segunda, as ações da companhia tiveram alta de até 7%. A atenção também se volta para MRV, Cyrela e Eztec, que divulgaram suas prévias operacionais do segundo trimestre.

A Vale e o Ministério Público do Trabalho de Minas Gerais assinaram acordo para a indenização a parentes de vítimas do rompimento da barragem em Brumadinho. O valor chega a R$ 700 mil, incluindo reparação ao dano moral e pagamento de seguro por acidente de trabalho.

Bancos americanos divulgam balanço

No exterior, há expectativas nas Bolsas pela divulgação dos balanços de bancos americanos e pelo encontro de banqueiros centrais e ministros de finanças do grupo dos sete países mais avançados do mundo, o G7, na França, onde o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, vai discursar. 

Nesta segunda, as Bolsas de Nova York renovaram máximas históricas, reagindo a dados econômicos da China e resultados corporativos de empresas americanas do segundo trimestre melhores que o esperado. 

A guerra comercial entre China e EUA continua preocupando, em meio a sinais do Fundo Monetário Internacional (FMI) de que os bancos centrais precisam estar prontos para responder com mais força à desaceleração da economia global. / Maria Regina Silva, Silvana Rocha, Niviane Magalhães e Renato Carvalho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.