Veja os cuidados na hora de pedir crédito

Em quaisquer operações que envolvam linhas de crédito, como financiamento, CDC, cartão de crédito e limite para cheque especial, é obrigatória a apresentação de documentos pessoais (CPF e RG), nome dos pais, comprovantes de residência e de renda. E ainda podem ser solicitados documentos complentares para comprovação dos dados, como informações sobre avalistas ou fiadores. Não aceite: exigências para fornecer dados da vida pessoal, do seu perfil como consumidor ou relação dos bens que possui. Às vezes, esses dados são solicidados em fichas para participar de concursos ou promoções O consumidor precisa informar documentos pessoais e endereço para cadastro, porque não é cartão de crédito. Não aceite: pedidos de informações sobre renda, bens ou perfil O consumidor deve apenas apresentar o CPF para verificação se o nome está sujo na praça. Mas o lojista pode solicitar endereço e telefone para localização futura. Não aceite: a exigência de preenchimento de cadastros com dados pessoais ou pedidos de comprovantes, pois trata-se de uma ordem de pagamento à vista, coberta por saldo em conta corrente. É proibido pedir informações sobre renda, bens ou perfil Vale o mesmo procedimento para o cheque à vista. Mas há controvérsias com relação ao que é abuso. Por não se tratar de crédito, é proibido exigir informações como dados pessoais, ou comprovantes. Mas há entidades que garantem que ao pré-datar um cheque ele se torna uma nota promissória, caracterizando-se como consignação de crédito. Neste caso, não seria

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.