Vem aí a Struzzo, a pizza com linguiça de avestruz

Os frigoríficos Marchiari e Ceratti selaram acordo para a produção de embutidos à base de carne de avestruz. A produção já tem comprador certo, a paulistana Casa Pizza. Batizada de Struzzo, a pizza de massa fina com molho de tomate, muzzarela, lingüiça de avestruz, parmesão ralado e orégano, foi incluída esta semana no cardápio da pizzaria. O preço fica em média 50% acima das pizzas tradicionais: R$ 30,00 a pequena (com 6 pedaços) e R$ 32,00 a grande (com 8 pedaços).Com aparência de filé mignon, a carne de avestruz apresenta baixo índice de gordura e colesterol, além de ser rica em ferro e conter ômega 3, que tem a propriedade de controlar o colesterol no sangue. A linguiça de avestruz é feita pela Ceratti, dona da marca da mortadela premium do mercado, que leva a mesma marca, e poderá ser encontrada em duas versões, com ervas finas e vinho branco e a outra normal, só com a carne de avestruz."O alto preço se explica pela baixa produção da carne no mercado brasileiro", diz o diretor Mário Ceratti. A produção inicial, segundo ele, ainda é pequena: 200 quilos por mês, mas a meta é expandir o volume e ter uma linha completa de embutidos até meados de 2003. "Os produtos terão a nossa marca, mas trarão o selo da Avestro". A Avestro é a marca comercializada pelo Marchiari.Público AACeratti acha prematuro falar em aumento do faturamento por causa da nova linha. "Em 2002 a receita da companhia deverá fechar ao redor de R$ 40 milhões, cerca de 10% superior à anterior", afirma. Na sua opinião, os produtos à base de carne de avestruz de verão agregar valor, de fato, em 2004. "É um produto de grande valor agregado e direcionado ao público AA", diz.Adair Ribeiro Júnior, um dos proprietários do Marchiari, acredita que à medida que o plantel de avestruz cresça no País, o preço será reduzido e o produto será acessível. Hoje o abate de avestruz, na unidade instalada em Amparo (interior de SP), é de 1,8 mil toneladas/mês e o plantel é de 500 aves em fase de produção. São abatidas 60 aves/mês.A meta, segundo Ribeiro, é chegar a três mil cabeças em meados do próximo ano. "Dentro de cinco a seis anos o Brasil se tornará o maior produtor mundial de avestruz", afirma.Pelas suas contas, cada ave produz cerca de dez filhotes por ano e o Brasil conta hoje com cerca de 60 mil aves. "Será o prazo suficiente para o país superar a líder África do Sul, que hoje detém 50% da produção mundial estimada em 1,2 milhão de aves", diz. Pelos seus cálculos, o mercado, que hoje movimenta R$ 5 milhões, chegará a 2006 com uma receita de R$ 500 milhões.EstrelasOs clientes do Marchiari são as estrelas da gastronomia paulistana: Jean Carlo Bolla, Rubayat, Le Tambuille, entre outros. O quilo de avestruz custa no varejo entre R$ 60,00 e R$ 70,00 o quilo.O dono da Casa Pizza, Paulo Sergio Zegaib, informou que a venda diária de pizzas é de 100 unidades/dia e com o novo sabor, a tendência é de crescimento. "A expectativa ontem era comercializar 10 pizzas sabor avestruz e foram vendidas 15", diz. Ele afirma que "o consumidor come essa pizza sem sentimento de culpa por se tratar de uma carne com baixo teor de gordura".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.