coluna

Carolina Bartunek no E-Investidor: 5 tendências prejudiciais para quem investe em ações

‘Vem Pra Rua’ agora é dos brasileiros, diz Fiat

Empresa vai tirar campanha do ar no sábado, como estava previsto, mas diz que pessoas são livres para usar a música para outros fins

Fernando Scheller, enviado especial,

18 de junho de 2013 | 11h56

CANNES - A música criada por duas agências de publicidade para um comercial da montadora Fiat virou o hino do movimento que tomou as ruas do País. A canção 'Vem Pra Rua', interpretada pelo cantor Falcão, do grupo O Rappa,  e a hashtag usada em redes sociais, foram originalmente criadas para um comercial da Fiat para celebrar os eventos esportivos que vão acontecer no Brasil entre 2013 e 2016.

De acordo com o diretor de marketing da Fiat, João Ciaco, o jingle da campanha - que foi criado no fim do ano passado - acabou ganhando contornos sociais inimagináveis para os publicitários.

"A música não é mais da Fiat, é das pessoas", diz o executivo. Ele ressalva, porém, que o conteúdo foi criado para dar o pontapé inicial em uma série de filmes que vão celebrar os eventos esportivos que o Brasil vai sediar. A primeira campanha focou a Copa das Confederações e haverá novas peças para Copa do Mundo e Olimpíadas.

 

Com as redes sociais, diz Ciaco, a forma que as pessoas vão interpretar e usar os conteúdos das marcas não fica, necessariamente, restrito à intenção original.

"O que esse caso mostra é que nós conseguimos criar um conteúdo relevante para as pessoas", diz o executivo. A campanha foi criada pela agência Fiat - formada por um pool entre Leo Burnett Tailor Made e Click Isobar -, e Falcão, do grupo O Rappa, só participou como intérprete", diz o diretor de marketing da Fiat.

Pelo fato de a campanha não ter relação com o movimento, a empresa decidiu deixar o comercial no ar pelo período originalmente planejado. A empresa negou que tenha decidido tirar a campanha do ar por causa dos protestos.

Segundo a Fiat, os comerciais ficarão no ar até sábado, seguindo o cronograma original. "Não existe motivo para tirá-la do ar, até porque a campanha e o movimento não estão relacionados", diz Ciaco.

Após o fim da campanha institucional, no sábado, a Fiat iniciará a fase de ativação de varejo com um filme de humor com a sensação do YouTube, o "Porta dos Fundos", para o veículo Idea.

"Nós vamos continuar a pensar as campanhas daqui para frente. Mas os filmes institucionais vão continuar a ser feitos com uma só intenção: celebrar os eventos esportivos até as Olimpíadas de 2016."

Para a montadora, a música acabou ganhando as ruas pela qualidade do conteúdo, e não houve qualquer tipo de manifestação do público relacionando a Fiat ao movimento.

"Antes mesmo dos protestos, a campanha já tinha mais de 20 milhões de visualizações no YouTube. E nós não recebemos nenhuma ligação no nosso call center com perguntas sobre o tema", diz Ciaco.

A empresa continuará, de qualquer forma, monitorando as redes sociais para entender a evolução do fenômeno "Vem pra Rua". A Fiat tem hoje 2,4 milhões de fãs no Facebook.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.