Bruno Rocha/Foto Arena
Bruno Rocha/Foto Arena

Vencedor da Mega pode ganhar até R$ 1 milhão por mês se deixar poupança de lado

Especialistas dão dicas para quem acertar os seis números que serão sorteados nesta quarta e ganhar sozinho os R$ 170 milhões do prêmio acumulado

Talita Nascimento, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2019 | 12h00

Nesta quarta-feira, 8, a Mega-Sena sorteia seu maior prêmio do ano, de R$ 170 milhões, que está acumulado pela 13ª vez consecutiva, recorde desde a sua criação, em 1996. O valor é livre de impostos e pode ser pago a um único ganhador ou dividido entre todos que acertarem os seis número sorteados.

A própria Caixa Econômica Federal adianta que o dinheiro, se deixado integralmente na poupança, renderia R$ 631 mil mensalmente. Para o novo milionário, porém, esse não é o investimento mais rentável. Mesmo sem assumir grandes riscos, é possível fazer a fortuna render mais.

O prêmio pode ultrapassar em até R$ 370 mil por mês os rendimentos da caderneta de poupança apenas escolhendo um produto financeiro diferente para aplicar o dinheiro, dependendo da disposição do ganhador de se expor a pequenos riscos.

A dica de Roberto Agi, especialista da Associação Brasileira de Planejadores Financeiros (Planejar), é que, com um montante tão expressivo, o ganhador nunca deixe todo o dinheiro em um único investimento. Mesmo assim, ele fez simulações do prêmio investido integralmente em produtos financeiros selecionados com exclusividade para o Estado.

Mais rendimento, menos liquidez

Vale observar que um simples CDB de bancos de primeira linha com liquidez diária já renderia quase R$ 40 mil por mês a mais que a poupança para o vencedor do prêmio de R$ 170 milhões. O rendimento sobe para mais de R$ 60 mil de vantagem em relação à poupança caso se escolha um Fundo de Crédito Privado de baixo risco, também com liquidez diária.

Se estivesse disposto a correr riscos do mercado e esperar mais para retirar o dinheiro, o ganhador poderia ainda escolher um título do Tesouro pré-fixado, que renderia até R$ 1.003.646 mensais livres de imposto de renda.

A atenção do futuro milionário deve estar na variação da liquidez dessas aplicações, que é o tempo em que o investidor consegue ter o dinheiro em mãos em caso de necessidade.

No caso do Tesouro Selic, com vencimento em março de 2025, o investidor só obteria o rendimento previsto nessa data, mas poderia reaver parte do dinheiro aplicado durante o período. Há cobrança de taxas sobre esses saques, que variam de acordo com a frequência e as datas da retirada, por isso, devem ser consultadas caso a caso.

Já em aplicações de maior rentabilidade, como letras de crédito de bancos, o período de aplicação é menor - de 2 a 3 anos, dependendo do banco -, mas não se pode retirar o dinheiro antes do prazo estipulado.

 

 

 

Ajuda profissional

Fábio Gallo, professor de finanças da Fundação Getulio Vargas (FGV), concorda que diversificar as aplicações é essencial para o melhor aproveitamento do valor do prêmio. Para ele, o primeiro passo seria procurar ajuda profissional para administrar a nova fortuna. “Tem que ligar o desconfiômetro e buscar pessoas certificadas, além de acompanhar todas as movimentações do dinheiro. Com essa quantia, o cidadão pode criar, inclusive, o seu próprio fundo de investimentos, diversificando riscos”, explica.

O professor considera que até a caderneta de poupança deve ter espaço na organização do ganhador da Mega. É aconselhado que uma pequena porcentagem seja mantida em aplicações de liquidez diária e sem riscos para emergências.

Além disso, Gallo estima que de 20% a 30% do montante seja mantido em renda variável e que uma porcentagem parecida seja colocada em renda fixa, distribuídos em diferentes fundos e títulos do tesouro.

Por fim, o especialista diz que pode ser uma boa opção para o ganhador pensar em investir em negócios imobiliários e redes de franquias. “Com alguns milhões você se diverte, gera empregos, riqueza e tem uma atividade”, diz o professor.

Como retirar o dinheiro

O sortudo que acertar os seis números que serão sorteados nesta quarta - segundo a Caixa, a probabilidade de acerto é de 1 para 50.063.860 - terá de ir a uma agência do banco para ter acesso ao prêmio. Somente valores abaixo de R$ 1.332,78 podem ser sacados nas lotéricas.

Os prêmios têm de ser sacados no prazo de 90 dias. Depois desse período os valores são repassados ao Tesouro Nacional para aplicação no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies).

Para quem ainda quer tentar a sorte, as apostas na Mega podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) desta quarta nas lotéricas - a aposta mínima custa R$ 3,50 - ou pelo Portal Loterias Online da Caixa, depois de se cadastrar - aqui, o valor mínimo para aposta é de R$ 30, pagos com cartão de crédito. Clientes Caixa também podem fazer as apostas pelo internet banking.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.