Divulgação
Divulgação

Venda da Barbie volta a subir e ajuda Mattel

Após amargar oito trimestres seguidos de quedas, as vendas da boneca subiram 1%, sem considerar os efeitos de câmbio

O Estado de S.Paulo

02 Fevereiro 2016 | 10h34

Um aumento nas vendas da Barbie e dos carrinhos Hot Wheels ajudou a fabricante de brinquedos Mattel a entregar um resultado melhor do que o esperado nos últimos três meses do ano passado.

Após amargar oito trimestres seguidos de quedas, as vendas da boneca subiram 1%, sem considerar os efeitos de câmbio. Levando em conta a desvalorização das moedas ao redor do mundo em relação ao dólar, as vendas registraram aumento de 12%.

Os carrinhos, por sua vez, registraram alta de 26%, tomando como base a moeda constante

O lucro da companhia somou US$ 215,2 milhões, ante ganho de US$ 149,9 milhões registrados no mesmo período do ano passado. As vendas, por sua vez, subiram 0,2%, para US $ 2 bilhões.

Após a divulgação dos números, as ações da empresa com sede na Califórnia saltaram quase 8% depois do fechamento do mercado.

A empresa tem intensificado os esforços para reanimar as vendas da Barbie, principalmente após ter perdido a licença das princesas Disney e de Frozen para a rival Hasbro.

Na tentativa de recuperar o atraso em relação às exigências das consumidoras, a varejista de brinquedos introduziu novos formatos de corpo para sua linha Barbie. No ano passado, a empresa já havia inovado ao lançar bonecas com diferentes tons de pele e tipos de cabelo.

 

Mais conteúdo sobre:
MattelCalifórniaDisneyHasbro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.