coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Venda da Cesp Paraná deve ficar para o próximo governo, diz Arce

O secretário de Energia do Estado de São Paulo, Mauro Arce, disse hoje que a privatização da Cesp Paraná, a última parte dos ativos de geração de energia da extinta Cesp ainda sob a gestão do Estado, deverá ser privatizada somente no "próximo mandato", numa referência à possibilidade de reeleição do governador Geraldo Alckmin (PSDB).De acordo com Arce, a conjuntura atual do setor elétrico, com os investidores privados ainda sem conhecer detalhes importantes da futura regulamentação do setor elétrico como a definição dos Valores Normativos (VNs) deverão tornar impossível uma retomada do processo de venda da companhia no primeiro semestre.Não haveria tempo hábil para o lançamento do edital e leilão da companhia no segundo semestre, por causa das eleições, disse Arce, que foi um dos debatedores do seminário de abertura da 21ª Feira Internacional da Indústria Elétrica, Energia e Automação, que está sendo realizada nesta semana em São Paulo.

Agencia Estado,

18 de março de 2002 | 18h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.