Venda de automóveis foi recorde na Argentina em 2007

A Associação de Concessionárias de Automóveis da Argentina (Acara) anunciou que em dezembro a venda de veículos foi de 26 mil unidades, o equivalente a 47% a mais do que no mesmo mês de 2006. Desta forma, o total acumulado em 2007 é de 570 mil automóveis vendidos -- recorde histórico para a Argentina. Em relação a 2006, o aumento nas vendas foi de 26,7%.O recorde anterior foi registrado em 1994, quando, em plena conversibilidade econômica (sistema que estabelecia a paridade entre o peso e o dólar) as concessionárias argentinas venderam 485 mil veículos.A expectativa do setor para 2008 é de um novo recorde. Os cálculos da Acara projetam uma alta de pelo menos 8,8%. Desta forma, o setor venderia 620 mil unidades.A associação admite que seu cálculo é preliminar. Mas, alega que prefere ter um panorama mais claro sobre a futura evolução do setor financeiro e dos créditos para a compra de automóveis. Em 2007, do total das vendas, somente 31% foi realizada por meio de financiamentos. O resto dos veículos foram comprados com pagamento à vista.O setor automotivo tornou-se um dos mais pujantes da economia argentina, que em 2007 completou seu quinto ano de crescimento consecutivo. O PIB do país cresceu quase 9% em média desde 2003. Desde 1907 a Argentina não registrava um período tão prolongado de crescimento ininterrupto com alvos níveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.