Venda de bônus alemães preocupa e pressiona bolsas da Ásia

As bolsas de valores asiáticas fecharam esta quinta-feira com ganhos reduzidos, enquanto o mercado do Japão batia o menor patamar em dois anos após uma venda de bônus alemães, que gerou alarme sobre o efeito da crise de dívida da zona do euro na maior potência do continente.

ALEX RICHARDSON, REUTERS

24 de novembro de 2011 | 07h30

O leilão de títulos de dívida da Alemanha na quarta-feira teve o pior resultado desde a introdução do euro, produzindo receios sobre o preço que Berlim pode ter de pagar como credora de uma região sacodida pela crise, que já derrubou governos nos países mais afetados.

Também, dados fracos da Europa, dos Estados Unidos e da China alimentaram temores sobre a possibilidade de uma recessão global.

Em Tóquio, o índice Nikkei caiu 1,8 por cento, para o menor fechamento desde março de 2009. Os mercados japoneses estavam fechados na quarta-feira, quando outras bolsas asiáticas tiveram forte baixa.

O índice MSCI das ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,55 por cento, reduzindo a alta de mais cedo. Os ganhos foram desencadeados, em parte, por expectativas de que a desaceleração da China faça Pequim tomar medidas de estímulo à economia.

O índice de Seul subiu 0,67 por cento. A bolsa de Taiwan ganhou 0,85 por cento, enquanto o índice referencial de Xangai avançou 0,10 por cento. Cingapura teve leve alta de 0,02 por cento e Sydney fechou com desvalorização de 0,17 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.