Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Venda de eletroeletrônicos deve crescer

A venda de produtos eletroeletrônicos deve crescer de 5% a 6% neste mês de janeiro em relação ao mesmo período em 2000. A projeção leva em conta as vendas aquecidas no varejo após o Natal que surpreenderam a indústria neste início de ano. A informação é do presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Paulo Saab. Tradicionalmente, as vendas do primeiro trimestre são muito fracas, mas a manutenção do movimento de vendas do comércio varejista está fazendo com que as indústrias trabalhem além do esperado. De acordo com Saab, há fabricantes de produtos de imagem e som com projeção de crescimento de até 30%. "Se as vendas superarem 6%, será o melhor mês de janeiro desde 98", diz. A projeção de vendas ainda pode ser revista.O resultado do ano passado ainda não foi fechado, pois ainda falta o resultado de dezembro. Saad garante, no entanto, que o crescimento foi além do previsto e justifica dizendo que as condições econômicas foram favoráveis. Ele acredita que as vendas do setor poderão ser maiores, mas a Eletros prefere manter uma postura cautelosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.