Venda de eletroeletrônicos para o Dia das Mães crescerá 7%

As vendas de eletroeletrônicos para o Dias das Mães devem crescer 7% no País, em relação a igual período do ano passado. A estimativa, divulgada nesta terça-feira pela Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), considera a data a segunda mais importante no calendário de negócios, depois do Natal, para o setor.Na linha de portáteis, segundo a associação, os produtos que deverão registrar maior volume de vendas são os liquidificadores, batedeiras e os de cuidados pessoais. Na linha de imagem de som, os melhores desempenhos deverão ficar por conta dos aparelhos de DVD, televisores e câmeras fotográficas digitais. Já entre os produtos da linha branca, o destaques serão os refrigeradores, lavadoras automáticas e fornos de microondas.De acordo com a Eletros, vários fatores deverão contribuir para o melhor desempenho do setor no Dia das Mães deste ano. Nas classes de menor renda, por exemplo, a associação destacou a antecipação do aumento do salário mínimo para abril - em anos anteriores reajustado em maio. Esta mudança deve estimular, principalmente, a demanda por geladeiras, lavadoras de roupa e eletroportáteis.Outros fatoresOutros fatores favoráveis, desta vez à compra de eletroeletrônicos, são a queda dos preços e uma eventual antecipação da aquisição de produtos que seriam comprados apenas em junho, mês da Copa do Mundo. "Os aparelhos de DVD, que têm registrado forte demanda, à medida que os preços vêm caindo, devem ser um dos destaques do Dia das Mães, como ocorreu já no ano passado", observou, em nota à imprensa, o presidente da associação, Paulo Saab. "Já estamos próximos da Copa do Mundo e muitos consumidores podem antecipar as compras que estavam programando para junho, para agradar as mães", acrescentou o empresário, destacando os televisores de tela grande.EstatísticasEstatísticas da Eletros mostram ainda que as vendas de geladeiras começam a ser influenciadas já nos meses anteriores. Os aparelhos de até 300 litros costumam ficar 5% acima da média histórica anual em março e 2% maiores em abril - meses em que o varejo faz as encomendas para a data comemorativa. Nas geladeiras acima de 300 litros, o resultado é 8% maior em março e 10% em abril.No caso dos portáteis, as estatísticas apontam que o Dia das Mães tem participação praticamente semelhante à do Natal, em termos de vendas. Estes produtos, segundo a Eletros, também serão favorecidos, neste ano, pelo aumento do salário mínimo, já que são artigos de menor valor unitário e que podem ser adquiridos, inclusive, à vista.Quanto aos televisores de tela grande, as estatísticas da associação mostram que os aparelhos com mais de 22 polegadas vendem 15% mais em abril e 24% acima da média em maio, em função do Dia das Mães.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.