Venda de genéricos cresce 20,95% até junho, diz consultoria

Preços mais baixos dos genéricos e políticas do governo ajudaram no desempenho

Gabriela Forlin, da Agência Estado,

18 de julho de 2012 | 12h28

SÃO PAULO - A venda de medicamentos genéricos cresceu 20,95% em unidades de dose (um comprimido ou 1 ml) no primeiro semestre de 2012, para 321,2 milhões, na comparação com 265,6 milhões contabilizadas no mesmo período do ano passado. Já os medicamentos em geral tiveram um crescimento de 7,89% na primeira metade do ano, para 923,9 milhões unidades, segundo dados da consultoria IMS Health.

No segundo trimestre de 2012 o crescimento foi de 10,29% em relação ao primeiro trimestre. Já o mês de junho apresentou aumento de 18,98% comparado ao mesmo período do ano passado.

Os afiliados à Associação Brasileira dos Distribuidores de Laboratórios Nacionais (Abradilan) atualmente representam 21% do volume de unidades de medicamentos genéricos vendidas no Brasil. Para atender a demanda, segundo enquete realizada pela entidade, 38,9% estão focados na ampliação do centro de distribuição e qualificação da equipe.

Para o diretor da Abradilan, Geraldo Monteiro, o crescimento do mercado farmacêutico está aliado aos preços baixos oferecidos pelos genéricos e iniciativas do governo, como o Programa Farmácia Popular. 

Tudo o que sabemos sobre:
genericospreçovenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.