Venda de imóveis em SP cresce pelo segundo mês seguido

As vendas de casas e apartamentos usados cresceram pelo segundo mês consecutivo em São Paulo. A cidade registrou índice positivo de 5,35% em junho, em comparação a maio, segundo dados do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo (Creci-SP), apurados junto a 330 imobiliárias da capital.Segundo o conselho, foram vendidos 147 imóveis em junho, sendo 88 apartamentos e 59 casas. A maioria das vendas foi feita à vista (72,7% do total). Os financiamentos bancários representaram 21% dos negócios fechados. Em comunicado divulgado hoje, o presidente do conselho, José Augusto Viana Neto, disse que apesar do desempenho positivo, ainda é cedo para afirmar que existe uma tendência de melhora. O executivo explica que as vendas têm aumentado devido a uma série de fatores. "Investidores que se convenceram de que este é o momento de preços mais comprimidos do mercado, a oportunidade de encontrar boas ofertas e a necessidade de se livrar da pressão dos juros", avalia.O presidente do Creci-SP afirma ainda que comerciantes e industriais estão se desfazendo de imóveis para tentar escapar do peso de juros extorsivos cobrados pelos bancos e quem vive do mercado ou o conhece está comprando porque sabe que este é um bom momento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.