Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Venda de imóveis novos cai 12,4% em dezembro em SP

As vendas de imóveis novos na cidade de São Paulo caíram 12,4% em dezembro em relação ao mesmo mês de 2009, informou o Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP). No total, foram vendidas 4.960 unidades no último mês do ano passado. Em relação a novembro, as vendas cresceram 51,7%.

FABIANA HOLTZ, Agencia Estado

17 de fevereiro de 2011 | 09h34

Na região metropolitana de São Paulo, que reúne 38 municípios e a capital, foram comercializados 7.108 imóveis em dezembro, o que indica uma alta de 12,8% em relação a novembro.

O índice de Vendas sobre Oferta (VSO) da cidade de São Paulo, que mede a relação entre a quantidade de unidades comercializadas e a oferta no mês, ficou em 29,2% em dezembro. O resultado é inferior ao do mesmo período do ano anterior (30,8%), mas supera em 5,1 pontos porcentuais o nível atingido em novembro.

De acordo com a entidade, o segmento de dois dormitórios permaneceu na liderança da vendas, concentrando 52% das unidades negociadas em dezembro. Apesar do sucesso obtido pelos imóveis com valores entre R$ 100 mil e R$ 150 mil em bairros vizinhos aos tradicionais, houve boa movimentação de unidades de dois dormitórios na faixa de R$ 260 mil a R$ 500 mil em regiões mais tradicionais, como Brooklin e Morumbi. O destaque ficou para os imóveis na faixa entre R$ 320 mil e R$ 390 mil.

O segmento de dois dormitórios prevaleceu ainda na região metropolitana, representando 52,1% do total negociado em dezembro. O segmento de três quartos ficou com 32,7% do volume comercializado na região metropolitana. Na capital, o segmento de três dormitórios respondeu por 32,3% das vendas. Os destaques foram os bairros tradicionais, com imóveis negociados com valores próximos a R$ 260 mil e também na faixa de R$ 500 mil.

Área útil

No conceito de área útil, os imóveis com até 130 m² concentraram 95,9% das vendas informadas no último mês do ano passado. Imóveis com área útil entre 46 e 65 m² representaram 44,8% do total negociado. Em dezembro, as vendas se concentraram no período de lançamento, sendo que 94,7% dos imóveis negociados possuíam no máximo até seis meses de oferta desde o momento de lançamento.

Acumulado do ano

Em 2010, as vendas de imóveis novos na capital atingiram 35.869 unidades, o que indica estabilidade em relação ao ano anterior, quando foram comercializados 35.832 imóveis. Na capital, o Valor Global de Venda (VGV) cresceu 22,5% no ano, para R$ 14,2 bilhões, enquanto o índice de Vendas sobre Oferta (VSO) médio acelerou de 17,6% para 23,2% - o melhor desempenho desde 2004. Na região metropolitana de São Paulo, foram vendidas 65,2 mil moradias em 2010, sendo que 55% estão na capital.

Imóvel comercial

No último mês de 2010, foram lançados na região metropolitana 2.351 conjuntos comerciais, com área total de 221,5 mil m². O número de conjuntos colocados em oferta em dezembro representou 31,6% do total de 7.445 conjuntos lançados em 2010 na região metropolitana.

Em nota, o Secovi observou que o maior interesse dos empresários do setor em diversificar seus investimentos pode ser comprovado pelo aumento de 69,3% no volume de lançamentos de conjuntos de escritórios na região no ano passado, em relação a 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
imóveisvendasSecoviSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.