Venda de imóveis usados cai 5,4% em junho nos EUA

Queda inesperada levou índice ao mais baixo nível em oito meses; previsão era de uma alta de 2%

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2012 | 03h05

As vendas de moradias usadas nos Estados Unidos apresentaram uma queda inesperada no mês de junho e atingiram o nível mais baixo em oito meses, numa indicação de fraqueza no setor imobiliário, que nos últimos tempos dava sinais de recuperação.

A retração foi de 5,4%, na comparação com maio, para a taxa anual sazonalmente ajustada de 4,37 milhões, segundo a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis.

Em comparação com junho do ano passado, porém, as vendas cresceram 4,5%, no 12.º mês consecutivo de alta anual nessa comparação.

Economistas consultados pela agência de notícias Dow Jones previam uma elevação mensal de 2% nas vendas em junho, para 4,64 milhões, de um número revisado de 4,62 milhões em maio.

Preço. O preço médio de venda das moradias usadas subiu 7,9% em junho, para US$ 189.400, em relação ao mesmo mês do ano passado.

As execuções de hipotecas e outras moradias com problemas corresponderam a um quarto das vendas de junho, ante cerca de um terço do total no mesmo mês de 2011.

O estoque de moradias usadas à venda caiu para 2,39 milhões em junho, de 2,49 milhões em maio, e representou 6,6 meses de oferta no ritmo de vendas atual - uma taxa considerada saudável pelos economistas.

Por regiões, houve queda de 11,5% nas vendas no Nordeste, de 6,9% no Oeste, de 4,4% no Sul e de 1,9% no Meio-Oeste. / DOW JONES NEWSWIRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.