Venda de imóveis usados cresce 0,32% em julho no Estado de SP

As vendas de imóveis usados cresceram 0,32% em julho no Estado de São Paulo, segundo pesquisa divulgada hoje pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP). A pesquisa foi realizada com 1.221 imobiliárias de 37 cidades do Estado, incluindo a capital. O número indica uma inversão do comportamento verificado em junho, quando as vendas recuaram 1,3% em relação a maio.O resultado positivo de julho reflete, na opinião do presidente do Creci, José Augusto Viana Neto, que a venda de imóveis foi a alternativa encontrada por empresários para conseguir dinheiro para financiar pequenos investimentos. "Isso acabou criando boas oportunidades para os investidores do mercado imobiliário", explicou.Segundo o executivo, a previsão é de que a redução dos juros, apesar de tímida, dê fôlego para uma continuidade da melhora do mercado nos próximos meses do ano. "Apesar da expectativa ser de melhora, ainda é cedo para arriscar como o setor deve fechar o ano ", ressalta Viana Neto.RegiõesA pesquisa, realizada em quatro regiões do Estado (capital, interior, litoral e nas cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Guarulhos e Osasco), detectou performance diferenciada de acordo com a localidade.Na capital, as imobiliárias pesquisadas venderam 2,94% a mais em julho, na comparação com o mês anterior. No interior, as vendas cresceram 0,52%, enquanto no litoral o crescimento foi de 3,83%. Nas cidades do ABCD, Guarulhos e Osasco, o desempenho foi negativo: as vendas caíram 3,57% em julho em relação a junho.Nas quatro regiões em que é feita a pesquisa, as vendas se concentram na faixa de valor de até R$ 100 mil. Na capital, contratos nessa faixa de valor somaram 62,89% do total; no interior, 75,29%; nas cidades do ABCD, Guarulhos e Osasco, 76,11%; e no litoral, 77,27% dos contratos fechados.As compras à vista predominaram em julho, 71% dos negócios fechados na capital e das cidades do ABCD, Guarulhos e Osasco. No interior, as vendas à vista representaram 70,68% do total vendido e no litoral, 70,30%.

Agencia Estado,

28 de agosto de 2003 | 17h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.