Venda de pacote turístico deve subir 25% nesta Páscoa

Boa saúde da economia brasileira é principal fator que irá alavancar as vendas de pacotes turísticos

Amanda Valeri, da Agência Estado,

19 de março de 2008 | 18h40

Sem o temor de caos nos principais aeroportos do País ou a ameaça de paralisação dos controladores de vôo, os brasileiros vão aproveitar o feriado prolongado da Semana Santa para viajar. Às vésperas da folga de três dias da Páscoa - o quarto período do ano mais lucrativo para as empresas de turismo (atrás do Natal, carnaval e férias de julho) -, as companhias aéreas e agências de viagem já enfrentam dias movimentados, um cenário diferente do visto em 2007.Segundo a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), que representa 62 empresas, a expectativa é que o número de pacotes vendidos para a Páscoa cresça 25% em relação ao mesmo período do ano passado. "A economia continua bem e muito aquecida. Além disso, há uma oferta maior de assentos aéreos e tudo indica que esta Páscoa será muito boa", afirmou o presidente da Braztoa, José Eduardo Barbosa.Apesar da antecipação da data, o executivo reitera a boa saúde da economia brasileira como principal fator que irá alavancar as vendas de pacotes turísticos. "O carnaval antecipado não implicou no movimento da Páscoa e ninguém vai deixar de viajar", observou Barbosa. "Os principais destinos são Buenos Aires, o Nordeste do País e algumas cidades históricas. Já registramos algumas saídas ontem, mas os dias de pico são hoje e amanhã", continuou.A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) espera um crescimento de 9% no movimento de passageiros nos principais aeroportos do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
Consumo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.