Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Venda de papelão ondulado cresce 6,11% em setembro

A indústria de papelão ondulado registrou em setembro o melhor resultado de 2009 e o segundo melhor da história do setor. De acordo com dados preliminares divulgados hoje pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO), as vendas de papelão somaram 205,7 mil toneladas no mês passado, uma expansão de 6,11% em relação ao total vendido em agosto deste ano e de 5,05% sobre o total negociado em setembro de 2008. As vendas de papelão ondulado, utilizado na fabricação de embalagens, são consideradas um termômetro para o desempenho da economia no País.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

13 de outubro de 2009 | 17h25

O resultado surpreendeu a própria ABPO, que classificou o indicador de setembro como "a primeira importante variação positiva pós-crise". Além de ter superado o volume de vendas de agosto (193,9 mil toneladas), então melhor resultado de 2009, o indicador do mês passado se confirmou como o melhor setembro da história, superando 2008 (195,8 mil toneladas). O resultado também foi o segundo melhor dado mensal desde o início do levantamento, em 2000, ficando atrás apenas de outubro de 2008, quando as vendas somaram 208,1 mil toneladas.

Graças ao resultado do mês passado, a retração do setor no acumulado anual registrou em setembro o menor patamar de 2009. Após encerrar o primeiro semestre com queda superior a 7% sobre o mesmo período de 2008, a indústria de papelão ondulado concluiu o período de nove meses com retração de 4,45% em igual comparação. As vendas do setor nos nove primeiros meses deste ano somaram 1,645 milhão de toneladas segundo a ABPO.

Tudo o que sabemos sobre:
papelão onduladovendaembalagensABPO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • O Pix é seguro? Veja dicas de especialistas sobre o sistema de pagamentos
  • 13º salário: quem tem direito, datas e como a pandemia pode afetar o cálculo
  • Renda básica: o que é, quais os objetivos e efeitos e onde é aplicada

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.