coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Venda de papelão ondulado cresce 6% em abril

O setor de papelão ondulado, termômetro da economia, encerrou o mês de abril com crescimento de 6% nas vendas em relação ao mesmo mês do ano passado, somando 156,8 mil toneladas, e superando o resultado de março em 2,3%. Os dados foram divulgados hoje pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). O resultado positivo do setor, de acordo com o levantamento da entidade, também se repete nos números acumulados de janeiro a abril de 2002 sobre igual período do ano anterior.No primeiro quadrimestre deste ano, a comercialização totalizou 587,8 mil toneladas, com aumento de 0,8% em relação a 2001 (583,3 mil toneladas). "A previsão é de continuidade de crescimento do setor em relação ao ano passado. Devemos lembrar que de abril a setembro o ano de 2001 apresentou desempenho muito fraco. Portanto, após os resultados de abril , nossas expectativas para 2002 continuam positivas", concluiu Paulo Sergio Peres, presidente da ABPO.Ainda segundo pesquisa da ABPO, o setor de alimentos lidera no consumo de papelão ondulado e já responde por mais de 30% das vendas globais, mantendo uma larga distância do segundo no ranking em absorção de papelão, que fica por conta de eletroeletrônicos, em torno de 15%.

Agencia Estado,

14 de maio de 2002 | 13h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.