Venda de títulos públicos via web ultrapassa R$ 200 mi

A venda de títulos públicos via internet já ultrapassou a casa dos R$ 200 milhões, de acordo com balanço do Tesouro Nacional. O saldo refere-se às operações realizadas entre janeiro de 2002 e julho de 2003, período de vigência do programa Tesouro Direto. O sistema permite que qualquer cidadão aplique em títulos públicos por meio de compras diretas via internet. O investimento mínimo exigido é de R$ 200,00. Ao todo, 11.992 investidores já adquiriram R$ 201,868 milhões em títulos públicos por meio do programa. O sistema opera atualmente com 74 agentes de custódia, responsáveis pelas transações. De janeiro a julho de 2003, as vendas por meio do Tesouro Direto somaram R$ 123,067 milhões, superando os R$ 28,7 milhões vendidos no primeiro semestre de 2002. ?A venda nos primeiros sete meses do ano alcançou um volume 37,7% superior ao total vendido em todo o ano de 2002?, ressaltam os técnicos do Tesouro. Na avaliação do governo, o aumento na venda de títulos pela web está relacionado à rentabilidade dos papéis oferecidos. A melhora nas perspectivas econômicas do País também contribuiu para essa expansão. A rentabilidade dos papéis ofertados pelo governo no programa Tesouro Direto tem superado a de outras aplicações do mercado, como a poupança e os CDIs. As NTN-Cs com vencimento em 2005 que estão sendo vendidas no programa já renderam este ano 13,58% de retorno para os aplicadores, enquanto que a poupança, no mesmo período, gerou um ganho de apenas 6,83%. Por meio do Tesouro Direto as pessoas podem comprar títulos com rentabilidade pós-fixada (LFTs), prefixada (LTNs) e corrigidas pela inflação, como é o caso das NTN-Cs. Esses papéis, que geram ganhos aos compradores de acordo com a variação do IGP-M, são uma boa opção de poupança de longo prazo, já que o Tesouro oferta esses títulos com vencimento até 2031. Os papéis mais vendidos até agora pelo Tesouro foram as LTNs, que respondem por 48,7% do total de títulos comprados nos 19 meses de funcionamento do programa. As LFTs representam 20,8% e as NTN-Cs os demais 30,6% do estoque de títulos vendidos. Além do processo de compra simplificada de títulos, o programa Tesouro Direto permite ao adquirente revender seus papéis ao Tesouro semanalmente, o que garante liquidez ao investimento.

Agencia Estado,

11 de agosto de 2003 | 09h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.