Venda de veículos em outubro cai 4,62% ante setembro

As vendas de veículos no mercado brasileiro somaram 294.442 unidades em outubro, indicando baixa de 4,62% na comparação com setembro de 2009, mês em que ainda havia isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros zero quilômetro 1.0. O imposto voltou a subir gradativamente em outubro passado. No confronto com o mesmo mês de 2008, vê-se uma alta de 23,03% nas vendas, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Nos dez primeiros meses do ano foram comercializados 2.596.450 veículos, 6,04% mais que em igual intervalo de 2008. Os dados incluem automóveis comerciais leves, caminhões e ônibus.

MICHELLY CHAVES TEIXEIRA, Agencia Estado

04 de novembro de 2009 | 11h02

Considerando apenas automóveis e comerciais leves, as vendas de 281.306 mil unidades exibiram uma baixa de 5,17% entre setembro e outubro. No confronto com outubro de 2008, houve um acréscimo de 25,17%. De janeiro a outubro, este segmento vendeu 2.492.776 unidades, o que traduz uma alta de 7,39% sobre período correspondente de 2008. Já a comercialização de caminhões e ônibus, com 13.136 unidades em outubro, mostrou avanço de 8,89% no mês, apesar da queda de 9,93% em relação a outubro de 2008. As vendas acumuladas no ano foram de 103.674 caminhões e ônibus, número 18,60% menor que os registros de janeiro-outubro de 2008.

Segundo a Fenabrave, em outubro foram vendidas 132.928 motocicletas, o que representa um decréscimo de 4,84% na comparação com setembro e uma baixa de 11,45% ante outubro do ano passado. No acumulado de janeiro a outubro foram vendidas 1.318.654 motos, com declínio de 20,47% ante igual período de 2008. Já as vendas de implementos rodoviários somaram 3.812 unidades em outubro, o que indica uma elevação de 14,30% sobre setembro e uma queda de 19,39% no confronto com mês idêntico do ano passado.

Considerando o desempenho de todos os segmentos analisados pela Fenabrave, o setor automotivo vendeu 436.139 unidades em outubro, o que representa um recuo de 4,46% ante setembro. No confronto com outubro de 2008, porém, vê-se alta de 9,44%. No acumulado do ano, as vendas totais somaram 3.989.462 unidades, volume 4,88% inferior ao de intervalo correspondente do ano passado.

A liderança do mercado de automóveis no acumulado do ano até outubro ficou com a Volkswagen, com 25,54% de participação. A Fiat vem na segunda posição, com 24,97% das vendas de automóveis, seguida da General Motors, com 20,26% e Ford com 9,52%. Na categoria de comerciais leves, a Fiat está na dianteira com 22,25% do mercado. No mercado de caminhões, a principal fatia é da Volks, com 30,77% entre janeiro e outubro. A Mercedes-Benz tem larga vantagem em ônibus, com 47,57% e, em motocicletas, a Honda aparece com 72,45% desse mercado.

A Fenabrave elevou a projeção de vendas traçada para 2009, ano em que a redução do IPI levou a indústria automobilística a registrar recorde de comercialização. A entidade prevê agora vendas de 2.892.120 automóveis e comerciais leves, o que traduz uma alta de 8,26% sobre 2008. A projeção anterior era de vendas de 2.783.466 unidades, alta de 4,2%. Considerando também caminhões, ônibus e motocicletas, a expectativa é de vendas totais de 4.612.300 unidades, queda de 2,83%. Antes, a Fenabrave estimava um recuo de 3,09%, para 4.599.812 veículos.

Tudo o que sabemos sobre:
veículosvendasFenabrave

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.