Divulgação
Divulgação

Venda de veículos novos tem pior início de ano desde 2006

Primeiro trimestre de 2016 acumula retração de 28,62% em relação ao ano passado, com 481.390 veículos vendidos

André Ítalo Rocha, O Estado de S. Paulo

01 de abril de 2016 | 15h52

SÃO PAULO - A venda de veículos novos terminou o primeiro trimestre de 2016 com queda de 28,62% em relação a 2015. Foram 481.390 veículos vendidos nos primeiros três meses de 2016, o pior começo de ano desde 2006, de acordo com dados divulgados pela Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) nesta sexta-feira.

Março deste ano apresentou queda de 23,59% em relação a março do ano passado, com 179.294 unidades comercializadas no terceiro mês de 2016, incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. A queda nas vendas em março é mais um resultado negativo para o setor, que não consegue esboçar reação. 

Na comparação com fevereiro, no entanto, houve alta de 22,12%. O crescimento ocorreu em razão do número maior de dias úteis em março, 22 ao todo, contra 18 no mês anterior. Tanto que, na média diária, a variação foi praticamente zero.

Por segmento, a venda de automóveis e comerciais leves, juntos, teve baixa de 23,32% em março sobre igual mês de 2015, para 173.274 unidades. Em relação a fevereiro, a alta foi de 21,94%. No acumulado do ano, a retração é de 28,30%.

Entre os pesados, a venda de caminhões recuou 25,88% em março ante março do ano passado, para 4.820 unidades. Na comparação com fevereiro, houve crescimento de 26,08%. No acumulado do ano, a queda é de 32,88% sobre igual período de 2015.

No caso dos ônibus, foram 1.199 unidades no terceiro mês de 2016, baixa de 45,38% sobre igual mês de 2015, mas expansão de 34,42% ante fevereiro. No acumulado do ano, em relação ao primeiro trimestre do ano passado, a retração é de 47,67%. 

Tudo o que sabemos sobre:
veículos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.