finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Venda do comércio varejista em SP cai na 1.ª quinzena

A primeira quinzena deste mês foi mais fraca para o comércio em comparação com o mesmo período do ano anterior na capital paulista, de acordo com informações do Instituto de Economia Gastão Vidigal (IEGV), da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

BEATRIZ BULLA, Agencia Estado

16 de abril de 2012 | 19h31

O Indicador de Movimento de Comércio (IMC) de vendas a prazo teve queda de 16,8%, e o Indicador de Consultas de Cheque (ICH), que mede o desempenho das vendas à vista, caiu 15,5%. O Indicador de Recuperação de Crédito (IRC) também piorou, com variação negativa de 11%.

O calendário de 2012 pode ter prejudicado as vendas na quinzena, avaliou a ACSP, pois foram dois dias úteis a menos, em relação ao mesmo período de 2011. No ano anterior, o feriado da Semana Santa aconteceu na segunda quinzena de abril. A quinzena também contou com um domingo a mais - foram três, contra dois no ano passado.

Quanto à primeira quinzena do mês de março, a primeira quinzena de abril deste ano também teve dois dias úteis a menos. Em comparação com a primeira quinzena de março, O IMC caiu 17% nos quinze dias iniciais de abril. O ICH e o IRC também tiveram queda, de 12,1% e 14,8%, respectivamente.

Também houve queda, de 13,1%, no Indicador de Registro de Inadimplentes (IRI), no comparativo com a primeira quinzena de abril de 2011. Em relação a março, o índice caiu 19,4%. A ACSP informou que os dados do período não podem ser usados para projetar o restante do mês, pois as distorções causadas pelo calendário tendem a se reverter.

O presidente da ACSP, Rogério Amato, disse estar confiante para as vendas do Dia das Mães. "O governo permanece atento, adotando medidas contra a desaceleração da economia", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
comérciovendasACSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.