Venda do Dia das Mães tem expansão de 1,4% até agora

Entre o dia 1º e 6 de maio, o comércio da Grande São Paulo registrou um aumento de vendas de 1,4%, já descontada a inflação, em relação à semana que precedeu o Dia das Mães no ano passado. Os porcentuais devem crescer um pouco mais até o domingo em razão das compras de última hora. Espera-se uma elevação de 3% a 4%.Os dados são da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio), que realizou sondagem com 120 comerciantes. Os melhores resultados estão concentrados nas lojas de roupas, calçados, acessórios, onde as vendas cresceram 3,6%.Já o comércio de bens duráveis (eletrodomésticos e eletrônicos) apresenta elevação de 3,1% no faturamento. O único grupo que registra queda no faturamento é o de bens não-duráveis, com retração de 2,2%, mas são itens cujo consumo não costuma crescer nesta época, como remédios, alimentos e bebidas.O meio de pagamento mais escolhido tem sido o cartão de crédito, responsável por 59% das transações. Na seqüência, vêm o pagamento à vista, opção de 19% das pessoas, e os carnês e outras modalidades de crédito (18%). Em último lugar ficou o cheque pré-datado, com 4%. A maior parte dos comerciantes (87%) está realizando algum tipo de promoção para tentar elevar as vendas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.