finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Venda financiada de carro cresce 24% até setembro

O volume de financiamento para a aquisição de automóveis cresceu 24% de janeiro a setembro de 2007 ante o mesmo período do ano passado, segundo levantamento da Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef). Nos primeiros nove meses do ano, o saldo de financiamentos alcançou R$ 76,1 bilhões, contra os R$ 61,3 bilhões registrados no mesmo período de 2006.Os fatores que contribuíram para o bom desempenho dos financiamentos de janeiro a setembro deste ano, segundo o presidente da entidade, Luiz Montenegro, foram a queda crescente das taxas de juros aliada à "relativa" estabilidade econômica. "Isso faz com que o consumidor se sinta mais seguro para financiar um automóvel. Além disso, os novos planos também permitem que uma grande parcela dos consumidores adquira o primeiro automóvel", afirmou o presidente da Anef.Segundo a Anef, as vendas a prazo somaram 72% do total de automóveis comercializados entre janeiro e setembro de 2007. O plano médio de financiamento praticado pelos consumidores foi de 42 meses. A taxa média de juros praticada no período foi de 19,6% ao ano, contra a taxa de 23,4% ao ano registrada nos primeiros nove meses do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.