Venda no varejo deve crescer até 7% em 2013, diz ACSP

As vendas no varejo devem crescer de 6% a 7% em 2013 sobre 2012, após uma expansão de menos de 3% projetada para este ano sobre 2011, de acordo com estimativa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) feita nesta terça-feira. "O varejo vai crescer cerca de três pontos acima do PIB (Produto Interno Bruto), que terá alta de 3% a 4% em 2013, de acordo com as projeções", afirmou o economista da ACSP Marcel Solimeo.

GUSTAVO PORTO, Agencia Estado

18 de dezembro de 2012 | 16h25

De acordo com o economista, a inadimplência cairá em 2013, colaborando para o crescimento do varejo. "A queda na inadimplência já começou e deve seguir, principalmente por causa de um maior rigor na concessão de crédito e ainda porque o crédito com garantias, como o imobiliário, por exemplo, aumentou", explicou Solimeo.

Dados da Associação apontam que, em dezembro deste ano, 73,87% dos cerca de 140 milhões de CPFs que integram a base de consulta não possuem qualquer registro de inadimplência. O porcentual retrata uma melhora do perfil do consumidor, já que, em maio de 2012, 72,92% dos consumidores não possuíam pendências e, em fevereiro de 2010, o total chegou a 70,16%.

Ainda segundo a ACSP, o País terá cerca de 5,25 milhões de novos consumidores em 2012, menos do que os 5,78 milhões de novos consumidores incorporados em 2011. Para Solimeo, a baixa ocorre porque a base de consumidores já cresceu muito nos últimos cinco anos, com a inclusão de mais de 40 milhões de pessoas. "A menor entrada de novos consumidores colabora também para reduzir a inadimplência, já que esses consumidores são menos experientes", concluiu Solimeo.

Tudo o que sabemos sobre:
ACSPbalançovendas2013

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.