Vendas a prazo crescem 7% até julho na capital paulista

As vendas a prazo da cidade de São Paulo registraram nos primeiros sete meses do ano um crescimento de 7% em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas à vista subiram 1,7%. Os dados são da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) com base nas consultas aos serviços de verificação de cheque e crédito.Em julho, as vendas a prazo cresceram 6,9% e às vendas à vista, 4,7%, em relação a julho de 2003. Respectivamente, o crescimento foi de 11,5% e 10%, em relação a junho deste ano.Para o presidente da ACSP, Guilherme Afif Domingos, os dados mostram uma retomada no movimento do varejo em 2004, impulsionada no início pelo crediário e agora por uma ligeira recuperação de renda.Afif ressalta, entretanto, que a base de comparação é fraca e o movimento representa mais uma recuperação do que um crescimento efetivo: as vendas estariam apenas voltando aos patamares de 2002.InadimplênciaA inadimplência se mantém estável, ainda de acordo com a entidade, em razão do forte movimento de renegociação de débitos, mostrando que o consumidor continua cauteloso, procurando "limpar o nome" logo que sua situação financeira melhora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.