Vendas a prazo cresceram 7,2% no trimestre, apura ACSP

As vendas a prazo do comércio da capital paulista registraram um crescimento de 7,2% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e têm como base as ligações aos serviços de consultas de cheque e crédito da entidade. No período, as vendas à vista cresceram 0,8%.A avaliação da ACSP é de que o varejo vem apresentando recuperação porque o ambiente macroeconômico é mais favorável, em razão dos juros mais baixos. Estão colaborando também as promoções realizadas pelos varejistas, como reduções de juros, ainda que temporários, e o alongamento dos prazos. Porém, o que tem maior preponderância é a base fraca de comparação. Como 2003 foi ruim, a expectativa é de variações mais fortes em 2004.Em março, as vendas a prazo cresceram 15,6% em relação ao mesmo mês do ano passado e as vendas à vista subiram 9%. Sobre fevereiro, as elevações foram de respectivamente 14,6% e 13,5%. Os números, entretanto têm que ser analisados com cautela, adverte a Associação, porque neste ano o Carnaval caiu em fevereiro e, no ano passado, em março, comprometendo, portanto, os resultados.Quanto à inadimplência, o número de consumidores que prefere "limpar o nome" a realizar novas compras continua crescendo. Esse dado se comprova pelo número de registros cancelados junto ao SCPC, por pagamento ou renegociação do débito, que no trimestre apresentou aumento de 7,1%, contra 3,9% da inclusão dos novos negativos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.