Vendas a prazo cresceram 9,8% em outubro

As vendas por crediário do comércio paulistano cresceram 9,8% em outubro na comparação com o mesmo mês do ano passado. Sobre setembro, houve uma elevação de 8,5%. Já as vendas à vista recuaram 0,4% em relação ao mesmo período do ano passado e subiram 9% sobre setembro. Os dados são da Associação Comercial de São Paulo, com base nos números de consultas aos serviços de verificação de cheques e crédito da entidade.O resultado, embora esteja influenciado pela base de comparação e pelo efeito calendário - há um dia útil a mais -, revela maior consistência no processo de retomada das vendas, avalia a entidade. Caso o ritmo seja mantido, as vendas a prazo podem encerrar o ano com uma perda de apenas 1,5%. Até outubro, no acumulado do ano, a queda é de 3%. Pelo acompanhamento da entidade, as vendas no crediário estão sendo puxadas pelos bens duráveis: móveis, eletrodomésticos e materiais de construção. Já os semi-duráveis (vestuário e calçados) estariam ainda à espera da chegada do calor para estimular o consumo, daí o desempenho pior das vendas à vista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.