Vendas a prazo no Natal subiram 5%; vendas à vista, 7,1%

Resultado foi impulsionado pelo segmento de roupas, segundo Associação Comercial de São Paulo

Gustavo Uribe, da Agência Estado,

28 de dezembro de 2009 | 18h11

As vendas a prazo no comércio paulistano registraram alta no Natal deste ano, ante o mesmo período do ano passado. É o que aponta pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 28, pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Entre os dias 1.º e 25 de dezembro, as consultas ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), que mede as vendas a crédito na capital paulista, tiveram alta de 5% ante o mesmo intervalo do ano passado, período de agravamento da crise financeira mundial. O crescimento ficou dentro da projeção da entidade, que trabalhava com alta entre 5% e 6%.

 

O balanço da ACSP mostra ainda crescimento de 7,1% nas consultas ao SCPC/Cheque, que mede as vendas à vista. De acordo com a entidade, o crescimento nas vendas do período foi impulsionado pelos segmentos de roupas e calçados. Pesquisa divulgada pela entidade no início de dezembro mostrou que 66% dos consumidores consultados já tinham comprado ou iriam comprar esses artigos no Natal.

 

O presidente da ACSP, economista Alencar Burti, avaliou o Natal deste ano como o melhor "de períodos pós-crise". "Ele foi melhor considerando as crises da Ásia, da Rússia e do México, por exemplo", afirmou. Ele disse ainda que o bom desempenho deste ano sinaliza crescimento nas vendas tanto à vista como a prazo nos primeiros meses de 2010.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.