Vendas a prazo sobem 4,1% no comércio paulista

O movimento de vendas do varejo por meio de crediário manteve o desempenho positivo na primeira quinzena deste mês. Segundo dados da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) obtidos por meio do número de consultas ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) houve crescimento de 4,1% em relação ao mesmo período de fevereiro. No UseCheque, foi registrada uma queda de 2,5%. "Estes resultados indicam que o crediário continua sendo o responsável pelo desempenho positivo do varejo, beneficiando artigos de maior valor, como eletrodomésticos e móveis, enquanto que os bens de consumo não-duráveis, que dependem mais diretamente da renda e da massa salarial apresentaram resultado negativo", diz a entidade. No acumulado do ano até o dia 15 de março foi registrado um aumento de 7,7% no indicador de vendas a crédito e de 1% nos cheques em relação ao mesmo período de 2003. De acordo com associação, estes números revelam que o movimento do varejo neste ano é maior do que o do ano passado. "É um reflexo não apenas dos efeitos da redução das taxas de juros ocorrida em 2003, mas também da fraca base de comparação", diz o comunicado da entidade.7

Agencia Estado,

16 Março 2004 | 16h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.