Vendas à vista cresceram mais do que a prazo no final de ano

As vendas no comércio varejista apresentaram crescimento na primeira quinzena de dezembro na capital paulista. De acordo com pesquisa divulgada nesta sexta-feira pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), as consultas ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), que indica as negociações a prazo, cresceram 1,8% ante o mesmo período de 2004, enquanto as consultas ao Usecheque, que indica as vendas à vista, apresentaram alta mais significativa, de 6,7%.Em relação aos primeiros 15 dias novembro de 2005, os resultados refletiram o tradicional movimento de aumento de vendas do período próximo ao Natal, com elevações de 29,4% e 28,4%, respectivamente.Na avaliação do presidente da ACSP, Guilherme Afif Domingos, o movimento das vendas pelo crediário está muito abaixo do esperado e a expansão maior das consultas do UseCheque demonstra que este deve, "efetivamente", ser o Natal dos presentes com menor valor."Embora ainda haja uma expectativa de melhora nas vendas dos bens de maior valor na semana que antecede ao Natal, grande parte da culpa deve-se à conduta conservadora do Banco Central na redução dos juros", justificou Afif Domingos.InadimplênciaA inadimplência no comércio paulistano apresentou comportamentos distintos na primeira quinzena de dezembro. Em relação ao mesmo período de 2004, o volume de registros recebidos no SCPC cresceu 9,9%. Na comparação com os 15 primeiros dias de novembro de 2005, houve queda de 6,9%.Na pesquisa de registros cancelados, na qual se verifica quando o consumidor retira seu nome da lista de inadimplentes, foram constatados aumento de 0,8% e de 29,4%, respectivamente, nos mesmos períodos de comparação, conforme apurou a ACSP.

Agencia Estado,

16 de dezembro de 2005 | 16h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.