Vendas crescem 8% em shoppings da Liquida São Paulo

Os shopping centers que participaram da 15ª Liquida São Paulo registraram um aumento de 8% nas vendas e de 15% no fluxo de público, em comparação à edição de verão ocorrida no final de janeiro do ano passado. A campanha de queima de estoques, promovida duas vezes por ano pela Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), ocorreu entre a última quinta-feira e ontem, oferecendo descontos de 10% a 70% em shoppings da capital e da Grande São Paulo.De acordo com o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, o crescimento das vendas ficou dentro da projeção da entidade, mas o fluxo de público superou os 12% que estimados anteriormente. Ele lembrou, no entanto, que muito dos shoppings centers da cidade optaram por antecipar as liquidações, o que acabou reduzindo a amplitude da promoção em comparação a outros anos.A Alshop ainda não consolidou o número de participantes mas, pouco antes do início da liquidação, cerca de 10 shopping centers haviam confirmado a adesão. Além disso, participaram também redes varejistas como Lojas Renner e Carrefour. Apesar de ter contado com uma adesão menor desta vez, a Alshop acredita que poderá compensar o problema na próxima edição da Liquida São Paulo, que ocorrerá provavelmente na primeira semana de agosto. Nesse caso, a maior arma para ganhar os shoppings será a prorrogação por 30 dias do prazo de pagamento do ICMS para os lojistas participantes. O adiamento, concedido pelo Governo do Estado, já beneficiou os participantes desta edição, mas foi anunciado tarde demais para permitir novas adesões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.