Vendas cresceram 2,3% no Dia das Mães

Levantamento realizado pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) revelou que as vendas do comércio varejista para o Dia das Mães tiveram alta de 2,3%, em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado, divulgado nesta terça-feira, superou as expectativas iniciais da Federação, que previa aumento de 1,3% nas vendas. No ano passado, no entanto, o faturamento do comércio avançou 4,6%."Como se trata de uma data com forte apelo emocional, essa elevação em relação ao anteriormente previsto não surpreende. O elevado grau de endividamento da população ainda prevalece", explicou o presidente da federação, Abram Szajman.O levantamento mostrou que os consumidores preferiram os produtos semiduráveis, cujas vendas cresceram 2,7% no período, contra a alta de 1,7% das vendas de bens duráveis na mesma base de comparação.De acordo com a pesquisa, 64% das compras foram realizadas com cartão de crédito, sendo que 47% destas foram parceladas. As vendas à vista representaram 22% do total, os cheques pré-datados, 10%, e os carnês, 4%.Promoções A Fecomercio-SP ainda revelou que o número de lojistas que realizaram promoções recuou na comparação com 2005, passando de 70% para 43% neste ano. O reforço nos estoques também caiu, com 34% dos comerciantes que afirmaram ter feito ampliações, contra 48,6% no ano passado.Com o reforço do Dia das Mães - que é a segunda data mais expressiva para o comércio depois do Natal - as vendas de maio representam 18% do total do primeiro semestre. Segundo a Fecomercio-SP, a média de vendas de maio é tradicionalmente 8% maior em relação aos demais meses do primeiro semestre do ano. A pesquisa foi realizada na última segunda-feira com 120 empresários na Região Metropolitana de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.