Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Vendas da indústria do RJ sobem 31,89% em março

As vendas reais da indústria fluminense apresentaram alta de 31,89% em março ante fevereiro. Na série livre de influências sazonais (efeitos temporais), a elevação nas vendas é de 4,61%, na mesma comparação. Os dados constam da pesquisa Indicadores Industriais, da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).Para a Firjan, o resultado tornou mais claro "os sinais de recuperação da atividade industrial no Estado do Rio de Janeiro". Em comparação com março do ano passado, as vendas da indústria apresentaram alta de 18,84% em março deste ano. De janeiro a março deste ano, as vendas reais apresentam alta de 9,79% ante igual período em 2003.Massa salarialA pesquisa também mostra que a massa salarial dos trabalhadores da indústria do estado subiu 3,04% em março ante fevereiro. Na série com ajuste sazonal, esta elevação é de 4,17% no mesmo período de comparação. Na comparação com março de 2003, a massa salarial apresentou alta de 3,91%. No primeiro trimestre de 2004, os salários dos trabalhadores tiveram alta de 2,73% ante igual período do ano passado. Já o número de pessoas trabalhando na indústria apresentou alta de 1,93% em março, ante fevereiro. Na comparação com março do ano passado, porém, o pessoal ocupado da indústria encontra-se em queda de 2,58% em março deste ano. No primeiro trimestre de 2004, o número de pessoas trabalhando na indústria apresenta queda de 4,17% em relação a igual período em 2003.Horas trabalhadasAs horas trabalhadas da indústria, por sua vez, tiveram alta de 14,52% em março ante fevereiro. Porém, na série com ajuste sazonal, este segmento tem elevação de apenas 2,36%. Na comparação com março do ano passado, as horas trabalhadas na indústria têm alta de 7,7%. De janeiro a março deste ano, este segmento apresenta queda de 3,23%, ante o primeiro trimestre do ano passado.Em março, a utilização de capacidade instalada 81,02% na série normal, e em 80,29% na série livre de influências sazonais, ante os percentuais respectivos de 81,6% e de 79,71% registrados em fevereiro.

Agencia Estado,

29 de abril de 2004 | 15h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.