Vendas da Volks para mercado externo superam 100 mil unidades

Se o mercado automotivo brasileiro não está dos melhores, a saída é exportar o máximo possível. A Volkswagen decidiu seguir à risca essa determinação e, numa tentativa de reduzir as perdas com a queda das vendas no País, chegou a uma marca histórica de exportações. Entre janeiro e agosto deste ano a companhia vendeu 102 mil unidades de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus para outros países.A expectativa é de que a companhia encerre o ano com mais de 180 mil unidades vendidas ao mercado externo, sendo 150 mil veículos e 30 mil CKDs (carros desmontados). Se a projeção for concretizada, as exportações alcançarão a marca de US$ 1,45 bilhão, com um superávit de US$ 1 bilhão e alta de 10% em relação aos números de 2002.MercadosEntre os principais destinos da montadora estão os países da América Latina, o México e os Estados Unidos. No mês passado, no entanto, quando as vendas externas alcançaram 16,32 mil unidades, foi iniciada a entrega de Polos Sedans para o mercado alemão, o primeiro na Europa. O México, apesar de a companhia exportar para 30 países, é o principal destino, uma vez que o país absorveu 53,3 mil unidades entre janeiro e agosto.O modelo mais vendido pela Volks no exterior é o Gol, com pouco mais de 49 mil unidades comercializadas. Em seguida vem o Golf, com 30,6 mil, seguido pelo Polo, nas versões hatch e sedan, com 12,2 mil unidades vendidas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.