Vendas de automóveis crescem 29,57% em 2007

Números incluem automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários

Beth Moreira, da Agência Estado,

04 de janeiro de 2008 | 10h52

As vendas de automóveis cresceram 29,57% em 2007, para 4.248.275 unidades, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, 4, pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Só no mês de dezembro, a comercialização totalizou 413.143 unidades, crescimento de 2,13% em relação a novembro e de 21,03% ante igual período de 2006.  Os números incluem automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários.  Apenas no segmento de automóveis e comerciais leves, as vendas somaram 231.314 unidades em dezembro, um crescimento de 2,46% ante novembro e alta de 18,05% em relação a igual período de 2006. No acumulado do ano, as vendas dos dois segmentos totalizaram 2.342.059, uma expansão de 27,80%. Segundo a entidade, as vendas de caminhões somaram 8.937 unidades em dezembro, uma queda de 5,49% sobre novembro e crescimento de 22,06% ante igual período do ano anterior. No acumulado do ano, o segmento registrou expansão de 30,22%.  As vendas de ônibus cresceram 8,25% em dezembro em relação a novembro, totalizando 2.007 unidades. Na comparação com igual mês de 2006, houve um crescimento de 30,83%. No ano, o segmento de ônibus registrou avanço de 15,39%, totalizando 22.151 unidades.  Segundo a Fenabrave, foram comercializadas 164.427 motos em dezembro, o que representa um crescimento de 2,16% sobre novembro, e de 25,38% ante dezembro de 2006. No acumulado do ano, houve crescimento de 32,68%, totalizando 1.708.640.  Já o segmento de implementos rodoviários encerrou dezembro com queda de 4,28% nas vendas, com um total de 2.748 unidades. Em relação a dezembro de 2006, houve crescimento de 3,50%. Em todo o ano de 2007, o segmento apresentou expansão de 2,96%, para 35.620 unidades.

Mais conteúdo sobre:
Veículos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.