Vendas de carros na França são as maiores desde 2001

Pouco mais de 2,25 milhões de carros foram vendidos na França este ano, tomando como base os registros de automóveis novos. É o maior número desde 2001, informa o jornal "Les Echos" em sua edição de amanhã.

MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

27 de dezembro de 2009 | 20h39

De acordo com o diário financeiro, apenas em dezembro as vendas foram 40% maiores do que as de igual mês do ano passado, já que os compradores correram para aproveitar as vantagens oferecidas pelo governo para a troca de carros. Os incentivos foram criados há um ano para ajudar o setor automotivo francês. Eles cairão de mil euros para 700 euros por carro a partir do dia 1º e, depois, para 500 euros em julho. As fabricantes e concessionárias francesas também têm oferecido promoções.

A magnitude do aumento em dezembro foi exacerbada pelo fato de as vendas em dezembro de 2008 terem caído substancialmente com o aprofundamento da recessão econômica global. O jornal não cita fontes, mas afirma que as montadoras Renault e PSA Peugeot foram beneficiadas pelo aumento das vendas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Françaautomóveisvendas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.