NIlton Fukuda/Estadão
NIlton Fukuda/Estadão

bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Vendas de carros novos crescem pelo 3º mês seguido, mas ficam abaixo do mesmo período de 2019

Apesar da recuperação, setor mantém suas projeções de que o mercado total de veículos neste ano deve ficar cerca de 40% abaixo dos números do ano passado

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2020 | 18h33

As vendas de veículos novos apresentaram recuperação pelo terceiro mês seguido, depois da queda recorde registrada em abril. Foram licenciados em julho 174,5 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, 31,4% a mais que no mês anterior, mas 28,4% inferior aos números de igual mês de 2019. No acumulado do ano as vendas somam 983,3 mil unidades, 36,7% inferior ao do mesmo período do ano passado, de acordo com dados preliminares do mercado.

No pior resultado do ano, em abril, primeiro mês completo sob os reflexos da pandemia do novo coronavírus, foram vendidos apenas 55,7 mil veículos. Apesar da recuperação mensal, o setor mantém suas projeções de que o mercado total de veículos neste ano deve ficar cerca de 40% abaixo dos números de 2019, a não ser que ocorram mudanças importantes a partir deste mês.

Só o segmento de automóveis e comerciais leves teve 925,8 mil unidades licenciadas neste ano, o que representa uma queda de 37,6% na média diária de vendas na comparação com o mesmo intervalo do ano passado – de 10,1 mil unidades em 2019 para 6,3 mil em 2020.

SUV lidera vendas

A surpresa em julho foram as vendas do utilitário-esportivo T-Cross, da Volkswagen que, pela primeira vez, liderou o mercado, com 10,2 mil unidades comercializadas, desbancado assim o tradicional líder Chevrolet Onix, com 9,7 mil unidades. O desempenho do SUV produzido na fábrica do grupo em São José dos Pinhais (PR), também levou a Volkswagen a ser a marca mais vendida no País no mês passado, com 31,5 mil carros vendidos. A GM ficou em segundo lugar, com 28 mil.

No acumulado do ano, contudo, a GM segue na liderança, com 162,5 mil unidades, seguida pela Volkswagen, com 155,7 mil e pela Fiat, com 133,8 mil. Todas as grandes marcas fizeram importantes lançamentos nos últimos meses, em meio à crise econômica provocada pela covid-19. A Volkswagen iniciou a produção do SUV de pequeno porte Nivus, a Fiat trouxe a nova picape Strada e a GM a nova picape S10.

Nesta terça-feira a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulga dados oficiais de vendas em julho e no acumulado dos sete meses. Na sexta-feira a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) apresenta dados consolidados de produção, exportações e empregos no período. Os números de produção devem ser impactados pela greve na Renault, que nesta segunda-feira completou 13 dias. Os trabalhadores protestam contra 747 demissões promovidas pela montadora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.